Blog

Como atender via telemedicina? Confira estas 4 dicas

Atender Via Telemedicina
Telemedicina

Como atender via telemedicina? Confira estas 4 dicas

O aumento do uso da tecnologia alterou a forma como diversos profissionais exercem seus trabalhos e funções, e no ramo da saúde isso não foi diferente, especialmente nas áreas médicas com a expansão da telemedicina no Brasil e no mundo.

Esse fato pode ser constatado durante o isolamento social, causado pela pandemia de Coronavírus, que obrigou milhares de pessoas a solicitarem atendimento médico mesmo sem sair de casa. E a telemedicina permite esse atendimento à distância.

Contudo, a telemedicina não é uma exclusividade para pacientes com suspeitas de diagnósticos de Covid-19, antes pode ser utilizada por todos aqueles que desejam receber atendimento médico à distância, por qualquer motivo que seja.

A resolução 2.227/18 que havia sido revogada em 2019 pelo CFM, o Conselho Federal de Medicina, foi aprovada posteriormente, possibilitando que médicos atendessem a pacientes à distância, fazendo uso de computadores, dispositivos móveis, como celulares e tablets, e demais tecnologias disponíveis.

Essas ferramentas permitem mais acesso à saúde por parte da  população, não somente em momentos de pandemia, mas especialmente para aquelas pessoas com alguma restrição de mobilidade, ou mesmo pelo distanciamento geográfico de algumas localidades.

E se você tem a intenção de aproveitar todos os benefícios da telemedicina, não deixe de conferir as quatro dicas imperdíveis para revolucionar o atendimento no seu consultório: recursos; divulgação; tecnologia; legislação (com mais detalhes ao final do post).

Quais são as modalidades de telemedicina?

O uso do ferramental tecnológico, auxiliando médicos, clínicas e consultórios na ampliação e na melhoria do atendimento e dos processos clínicos do sistema de saúde é a base da prática da telemedicina.

Ou seja, no atendimento médico à distância se resume o conceito da telemedicina. Porém, essa prática possui diversas subdivisões, e vamos tratar de cada uma delas agora.

Teleconsulta

Nessa modalidade, médico e paciente não precisam estar fisicamente no mesmo local, por isso a teleconsulta está sendo amplamente difundida em tempos de pandemia e distanciamento social.

A teleconsulta pode também ser feita entre médicos, sendo um importante instrumento para profissionais da medicina que necessitam de orientação, suporte médico de um especialista em determinada área, ou ainda para a obtenção de uma segunda opinião acerca de um quadro clínico ou diagnóstico.

Teleassistência

Na teleassistência, o médico pode conhecer seu paciente, realizar as consultas e a anamnese deste. É por meio dela que o profissional de saúde vai solicitar exames, monitorar o estado clínico do paciente, e acompanhar possíveis alterações nos casos.

A prescrição digital de receitas é outro benefício extremamente importante para estar à disposição do médico, e vai muito além de uma comodidade para o paciente.

O médico emite a receita via SMS com acesso privado, e o paciente pode apresentar o documento em qualquer farmácia, mostrando o celular, mesmo sem acesso à internet.

A teleassistência permite ainda que, por meio de plataformas online, o médico troque informações e dados sobre o quadro de saúde de seu paciente com outros profissionais especialistas da área.

Emissão de laudos à distância

A ferramenta da telemedicina que mais cresce e ganha campo no Brasil é a Emissão de Laudos à Distância. 

Essa modalidade da telemedicina facilita o acesso de pacientes aos melhores médicos do país, pois, lançando mão da tecnologia e de softwares específicos para a prática, os profissionais da medicina podem solicitar e realizar exames em pacientes que estejam em qualquer localidade, mesmo que há centenas de quilômetro de distância de onde o médico estiver atendendo.

Quanto aos dispositivos utilizados pelo médico e pelo paciente, a emissão de laudos à distância facilita também esse processo ao permitir que ambos usem um computador, tablet ou mesmo um smartphone, desde que estejam conectados à internet.

Teleducação

Atualmente médicos de todo o país estão se beneficiando da teleducação, que é uma forma de capacitação e treinamento para profissionais de saúde.

Cursos e aulas online, palestras virtuais, e-learning, videoconferências e programas de reciclagem à distância estão revolucionando a forma de aprendizagem, e possibilitando o acesso a treinamentos específicos a médicos que residem longe de grandes centros urbanos, ou distantes de universidades e centros de pesquisa.

Como as atualizações médica e científica não podem ser relegadas pelo profissional, este tem a oportunidade de se capacitar mesmo atuando em situações adversas, em locais com pouquíssima infraestrutura, e inclusive sendo preparado para enfrentar essa realidade da melhor forma possível.

Benefícios da telemedicina para os profissionais

É possível, portanto, perceber quão favorável é para a sociedade a introdução e o crescimento da oferta de telemedicina.

São, de fato, muitos os benefícios garantidos pela telemedicina, e não só para os usuários, mas também para os médicos e profissionais da saúde, como veremos mais pormenorizadamente a seguir.

Acessibilidade para pacientes distantes

A possibilidade de atender a pacientes em qualquer parte do país está entre as principais vantagens da telemedicina. 

Algumas regiões do Brasil têm enormes dificuldades de acesso a exames, atendimentos e consultas, quer pela falta de profissionais, quer pela distância que impede que um grande número de médicos realizem atendimentos em municípios remotos.

A telemedicina, porém, garante que todas essas populações sejam atendidas com a mesma qualidade prestada no serviço presencial, em consultas com especialistas das mais diversas áreas da medicina, assunto que falaremos a seguir.

Ampliação de especialidade médicas

Já não há mais a necessidade da contratação de médicos especialistas para atuarem presencialmente, o que possibilita a ampliação das opções a serem oferecidas à população e aos pacientes.

A telemedicina permite que Unidades de Saúde disponibilizem uma gama maior de especialidades, delegando aos especialistas das empresas de telemedicina esse trabalho, diminuindo, assim, os custos para as unidades, e aumentando a oferta de áreas de atendimento.

Redução de custos

Além de reduzir custos trabalhistas (folha de pagamento, férias remuneradas, folgas, etc.) com profissionais, como tratado no tópico anterior, há outras vantagens econômicas para médicos, clínicas e consultórios que optam pela telemedicina, como a redução ou total extinção de contas fixas de um espaço físico, como aluguéis, energia, água, pessoal terceirizado para segurança e limpeza, por exemplo.

Ferramentas de uso cotidiano também entram nesse rol de economia de custos, já que há a dispensação de materiais de escritório (papéis, canetas, grampeadores, entre outros), cozinha, higiene e limpeza.

Outro benefício nesse quesito de redução de custos dá-se pelo motivo da não necessidade de impressão e cópias de exames, laudos e resultados médicos, que podem ser realizados, armazenados e consultados virtualmente, em ferramentas online, que dispensam o uso de recursos físicos.

Armazenamento de informações 

Outra questão importante que a telemedicina apresenta é o fato de os médicos poderem armazenar com segurança e total sigilo todos os dados clínicos de seus pacientes, em prontuários eletrônicos.

Com a telemedicina, existe a possibilidade de armazenamento por longos períodos, e em espaços seguros e restritos (nuvem), de informações do paciente, como laudos, dados e testes diagnósticos.

A segurança é garantida por meio de ferramentas tecnológicas, como criptografias e senhas digitais, que permitem o acesso às informações apenas por unidades de saúde e profissionais que disponham de tais senhas.

O compartilhamento dos dados entre profissionais e clínicas ou unidades de saúde, também são feitos com total segurança, preservando a integralidade das informações e protegendo o paciente.

Outras vantagens da telemedicina 

Até aqui foi falado sobre inúmeras vantagens e benefícios que a telemedicina trouxe, tanto para pacientes quanto médicos, sendo, a possibilidade de se realizar consultas à distância como a principal delas.

Mas além de tudo o que foi explanado, há ainda muitas outras vantagens para o uso da telemedicina, como a troca de informações entre clínicas e instituições de saúde, inclusive sobre casos clínicos; o acompanhamento a pacientes de alto risco ou com doenças crônicas; oferecer informações aos pacientes sobre resultados de exames laboratoriais ou de imagens; e ainda a emissão de receitas digitais, ou seja, sem a necessidade de impressão de papel.

A telemedicina permite que médicos e pacientes ultrapassem barreiras físicas geográficas que antes impediam a um, a outro ou a ambos de se conectarem e fortalecerem o vínculo.

Especialidades médicas que podem atender por telemedicina

São diversas as especialidades médicas que podem atender por meio da telemedicina, como: dermatologia, oftalmologia, radiologia, pneumologia, neurologia e cardiologia.

Exames, laudos, ressonâncias, emissão de receitas e muitas outras práticas podem ser bem aproveitadas utilizando a telemedicina, que promove a inserção de diversas populações aos cuidados médicos, democratizando assim o acesso à saúde.

A telemedicina é um poderoso instrumento facilitador e agilizador de pedidos de exame e resultados de diagnósticos, detectando precocemente a possibilidade de existência de doenças graves.

Qual software devo utilizar?

O prontuário eletrônico do paciente é um ponto que merece atenção por parte dos consultórios que trabalham com telemedicina, e para isso, é necessário que sejam escolhidas ferramentas que garantam a segurança das informações segundo a legislação, e conforme os aspectos éticos e legais da prática da medicina e da relação entre o médico e seus pacientes.

A ferramenta que o médico deseja utilizar para realizar a telemedicina deve atender a critérios rigorosos quanto: 

  • A integridade dos dados dos pacientes; 
  • A confidencialidade, a segurança ética e a proteção das informações;
  • A disponibilidade ao acesso dos arquivos médicos;
  • O compartilhamento seguro das informações apenas entre os médicos responsáveis pela operação, visualização, acesso e alteração dos dados dos documentos, e a consequente negativa de acesso à quem não tem autenticidade sobre o documento por meio de login e senha;
  • Certificados digitais que garantem uma versão pública e outra privada dos documentos eletrônicos. Esses certificados impedem que funcionários não autorizados acessem os arquivos.

A segurança e a integridade das informações pessoais, e o resguardo dos dados clínicos dos pacientes são assuntos invioláveis, inclusive na prática da telemedicina. Portanto, médicos, clínicas e consultórios devem sempre levar em consideração esses fatores na hora de escolher um software de gestão de prontuários eletrônicos e ferramentas de  automação.

Utilizando a telemedicina no consultório

Se você deseja usufruir de todos os benefícios que a telemedicina pode proporcionar, anote essas 04 dicas fundamentais, que trarão uma revolução ao seu atendimento:

  • Saber como aproveitar da melhor maneira todos os recursos que estão à disposição dos profissionais;
  • Você deve se atentar à divulgação ao público que essa é uma opção de seu consultório ou clínica, demonstrando a seus pacientes as possibilidades e facilidades do atendimento online e à distância;
  • É imprescindível assegurar a todos que seu consultório utiliza tecnologias que garantem a segurança e o sigilo necessários para a realização das consultas, arquivamento dos dados e da coleta e armazenamento das demais informações dos pacientes;

Por fim, você também precisa garantir aos usuários o cumprimento das práticas éticas e legais, respeitando a lei 13.989 – a Nova da Lei da Telemedicina, que é o assunto principal do nosso curso “Telemedicina: limites éticos, legais e racionais”.

Ficou interessado em fazer o curso? Então acesse e confira essa e outras opções de cursos da Mediflix! Descubra como a medicina EAD pode ajudar o médico a se atualizar.

Deixei sua mensagem aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *