Blog

Como dar continuidade aos estudos após a graduação em medicina

Beautiful young female doctor looking at camera in the office.
Carreira Médica Cursos Para Médicos

Como dar continuidade aos estudos após a graduação em medicina

Uma dúvida comum surge após o término da graduação em medicina para a maior parte dos profissionais: o que fazer após a formação? É natural que o recém médico sinta-se confuso nesse momento da vida, afinal, o campo da medicina apresenta um grande leque de opções e nenhum profissional quer dar um passo errado, principalmente no início da carreira.

Pensando nessa dúvida que atinge tantos médicos, desenvolvemos o post de hoje com o objetivo de ajudar o profissional a caminhar para o mercado de trabalho com conhecimento, competência e propriedade em sua atuação, a fim de guiá-lo nessa nova etapa crucial para sua carreira. Confira!

O que fazer após a graduação em medicina

Após a graduação em medicina, é natural que muitos profissionais despertem para a dúvida sobre como entrar no mercado de trabalho. Ainda que as melhores oportunidades sejam localizadas em áreas específicas, boa parte dos profissionais são contratados em todo o território do país.

No entanto, para inserir-se no mercado de trabalho logo após a graduação em medicina e a deliberação de seu registro no CRM (Conselho Regional de Medicina), o médico deve avaliar algumas questões antes de colocar seus conhecimentos em prática.

Para iniciar o exercício normal da medicina, o profissional deve concluir sua residência. Contudo, alguns médicos acabam terminando a graduação sem saber ainda em qual das áreas gostaria de atuar. 

Por esse motivo, existem outras grandes oportunidades para que o profissional solucione essas dúvidas, permitindo ainda que ele ganhe experiência no exercício da profissão. A seguir, você poderá conhecer as principais.

Atuar como médico generalista

Conhecido também como clínico geral, o médico generalista nada mais é que o profissional que, após a graduação em medicina, passa a atender todos os tipos de enfermidade, em pacientes das mais diferentes faixas etárias. Essa é a única área médica que, apesar de exigir especialização, não requer residência do profissional. Por essa razão, associado à amplitude de atuação, muitos médicos iniciantes a escolhem para exercer sua função. 

Atender em consultórios

Para realizar atendimento em consultórios médicos, o profissional deverá atuar na área clínica, voltada para exames e serviços particulares da medicina. Em situações como essas, o médico deve ficar atento, pois, caso seja associado, deverá ter alguns cuidados que não são exigidos de outros médicos, como o pagamento de taxas e a abertura de CNPJ de empresa. Entretanto, se o profissional for apenas contratado, poderá atuar como funcionário da empresa.

Fazer plantões em hospitais

Após a graduação em medicina, o profissional poderá tornar-se médico plantonista, trabalhando no atendimento emergencial sem distinções de casos. A missão nessa área é diagnosticar, tratar e orientar o paciente, prescrevendo medicamentos, e realizando exames clínicos. 

O trabalho desse profissional é intenso, no entanto, é possível gozar do engrandecimento na experiência profissional. É preciso estar atento, pois, hospitais trabalham com plantões por meio de pessoa jurídica, e médicos que exercem esse tipo de prática devem constituir empresa para a prestação de seus serviços, reduzindo assim a tributação do profissional.

Trabalhar em unidades básicas de saúde

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) são ambientes em que a cobertura do atendimento é realizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde), e tem como objetivo principal atender a população sem que o encaminhamento seja uma necessidade. Algumas das funções mais exercidas em UBSs envolvem além de consultas, curativos, medicações, vacinação, e orientação da população para a promoção de saúde.

Fazer pós-graduação e prova de título

Realizar uma pós-graduação é outra forma de se especializar em alguma área após a graduação em medicina. A maior parte dos cursos duram 2 anos e são diversas opções para escolha. Nesse período, o médico fará atividades de ensino, pesquisa, desenvolvimento e, após sua conclusão, poderá realizar a prova de título.

Esse exame prático e teórico acontece anualmente e habilita o profissional a trabalhar de forma acadêmica em sua especialidade. As avaliações podem variar de acordo com cada especialidade cursada. Cada Sociedade Brasileira —de especialidade— possui seus próprios critérios com diferentes acessos. É importante entender que, a Residência médica e a especialização (pós-graduação) são formas de atualização diferentes..

Entrar nas Forças Armadas

Outra opção que o médico formado pode escolher é exercer sua profissão nas Forças Armadas. São muitos os motivos para escolher esse caminho, contudo, o principal deles talvez seja a estabilidade financeira que proporciona ao profissional. A remuneração é muito parecida com a de médicos de hospitais públicos.

Como continuar os estudos após a graduação em medicina

Apesar de não saber escolher entre as opções acima, o médico que acaba de se graduar deve ter uma única certeza: continuar os estudos. Seja um novo profissional no mercado de trabalho ou médico com anos de experiência, a educação continuada é uma forma de contribuir para a melhora do conhecimento e atuação profissional, elevando a carreira do médico. Conheça abaixo, algumas maneiras de dar continuidade aos estudos.

Invista em capacitação

O planejamento da carreira médica prevê investimentos em capacitação, afinal, essa é a única maneira de tornar-se um profissional referência em sua área de escolha, alcançando também cargos importantes em instituições. 

A atualização contínua é uma das características que ajuda o profissional a manter-se informado sobre as novidades da área, melhorando o desempenho de seu exercício e aumentando o conteúdo a oferecer para seus pacientes, alunos ou instituições.

O profissional da medicina que investe em cursos e especializações pode ganhar até 85% mais que colegas de profissão que não buscam a capacitação. Além disso, a educação continuada garante ao médico melhores oportunidades, networking e currículo.

Seja por meio de aulas, congressos, encontros ou cursos online para medicina, o profissional pode trocar experiências com outros médicos conceituados na área, extraindo o melhor para seu crescimento profissional, e formação de carreira.

Com novas capacitações, o médico ainda pode encontrar boas oportunidades de trabalho, conhecendo novos colegas, questão muito importante para aqueles que estão iniciando a carreira, após a graduação em medicina.

Residência

A residência médica é uma forma de especialização para médicos que tem como vantagem além do conhecimento teórico e prático adquirido, o recebimento de uma bolsa-auxílio durante o período de curso, diferentes de qualquer outra profissão em que o aluno deve pagar suas mensalidades durante a extensão.

O valor é voltado para que o profissional possa custear sua alimentação, transporte, materiais e outros gastos diários necessários. Em algumas áreas de residência, o profissional recém-formado pode encontrar dificuldades para ingressar. 

Esse fato leva alguns médicos a dedicarem longos períodos de estudo exclusivo logo após o fim da graduação. O tempo médio de residência pode variar de acordo com a especialização escolhida, durando entre 2 a 5 anos.

Pós-graduação

Como vimos na residência, a pós-graduação é uma maneira de possibilitar ao médico trilhar sua carreira com sucesso. Essa especialização profissional permite que o indivíduo se aprofunde ainda mais na área de interesse, aperfeiçoando seu conhecimento e técnicas, fatores que contribuem para segurança no momento do exercício de sua profissão.

Ao realizar uma pós-graduação, o profissional estuda com professores com amplo conhecimento teórico e prático na área, fazendo dessa especialização uma boa oportunidade para aumentar seu networking, convivendo com colegas que tenham interesses similares. Essa vivência com diferentes pessoas e profissionais, garante uma rica experiência para o médico que realiza a especialização.

Cursos, seminários e congressos

Outra alternativa para dar continuidade aos estudos após a graduação em medicina realizando metas e garantindo o sucesso na carreira é por meio de seminários, congressos e cursos. Além das especializações, esses eventos são fundamentais para levar as principais inovações e tendências na área de atuação médica, sendo outra forma de expandir o networking, e melhorar seus conhecimentos sobre as oportunidades no mercado profissional.

Para os profissionais que não conseguem driblar a correria de consultórios e plantões para assistir aulas e eventos, os cursos de medicina online são a melhor alternativa para manter a atualização, oferecendo ao profissional diversas possibilidade para o estudo por meio de computador, celular ou tablet, a qualquer momento.

Medicina EAD

A medicina EAD (educação à distância), ensino em que alunos e professores utilizam a tecnologia para se comunicar sem dividir o mesmo espaço físico, tem ganhado a preferência na área educacional nos últimos anos.

Alcançando diversas áreas médicas, a medicina EAD possui cursos para atualização do profissional com grande qualidade, sem que seja necessário ao profissional deslocar-se para uma sala de aula, otimizando seu tempo e se tornando ideal para médicos que estão em localizações distantes de uma instituição de ensino, ou que não disponibilizam tempo para assistir aulas presenciais.

Mantendo o nível de qualidade presente em instituições, a educação em medicina EAD leva informações sobre diversos cursos, que abordam os mais variados assuntos na área apresentados pelos melhores profissionais, apresentando grandes vantagens.

Flexibilidade

Uma das principais características do ensino EAD é a flexibilidade. Sem a necessidade de horários e locais fixos para ter acesso ao conteúdo, o médico pode atualizar-se mesmo com uma rotina atribulada de trabalho, sem prejudicá-la.

Cursos como medicina do trabalho, telemedicina, direito médico, finanças, flebotomia e muitos outros podem ser realizados sem que o profissional tenha que se deslocar. A flexibilidade permite também que o médico alcance o conhecimento conciliando seus estudos com sua rotina de trabalho, fator importante já que mais de 80% dos profissionais que utilizam EAD já estão inseridos no mercado, buscando atualização e conhecimento específico para melhorar o desempenho profissional. 

Custo benefício

Diante dos valores gastos para desenvolver cursos não presenciais, o ensino EAD apresenta um investimento com valores reduzidos, tornando-se excelente em custo-benefício. Além disso, a economia de tempo também é maior, visto que, o profissional não terá que se deslocar, nem passar esse período fora de casa ou do trabalho, otimizando a rotina e evitando maiores gastos.

Conteúdo sempre disponível

O ensino EAD tem como outra vantagem a disponibilidade de conteúdo sempre que o profissional desejar. Em ambiente virtual como a plataforma de cursos, os vídeos das aulas estão sempre disponíveis para que o médico possa acessá-los à qualquer hora e de onde estiver, quantas vezes precisar.

A Mediflix é um exemplo de plataforma para atualização em medicina à distância. Tornando-se uma das melhores empresas médicas do Brasil, apresenta conteúdos especializados na área, com o objetivo de compartilhar o conhecimento e experiências dos mais conceituados profissionais que fazem parte de sua equipe, contribuindo para o avanço de seus alunos no setor médico.

Por meio da tecnologia, a Mediflix acredita que a qualidade de seu ensino associada a versatilidade das formas de aprendizado, podem conectar o profissional ao melhor conteúdo, sem que sejam realizados grandes esforços.

No artigo de hoje, você pôde conferir as diferentes opções para dar continuidade aos estudos após a graduação em medicina. Lembre-se que, para tornar-se um profissional de sucesso em sua área de atuação, é preciso manter-se capacitado e em constante atualização.

Ficou interessado em manter-se informado? Então, conheça agora nossos cursos online que estão disponíveis para a área médica, totalmente gratuitos!

Comment (1)

  1. […] morte e sofrimento, motivo que requer preparação dos profissionais recém-formados logo após o término da graduação. A comunicação entre paciente e médico pode influenciar além da adesão ao tratamento, na […]

Deixei sua mensagem aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *