Blog

5 dicas para melhorar a autoconfiança nas consultas médicas

autoconfiança
Atendimento Médico

5 dicas para melhorar a autoconfiança nas consultas médicas

Ao sair da faculdade, o médico recém-formado acaba se deparando com muitos desafios existentes na prática profissional já no início de sua jornada.

Contudo, a graduação nem sempre é suficiente para desenvolver todas as habilidades necessárias no profissional para realizar consultas médicas de qualidade.

Uma das características que podem estar em falta é a autoconfiança do profissional, fator fundamental para apresentar um bom atendimento e diagnóstico correto.

A segurança em seu próprio trabalho gera sensação de ser capaz de atender suas próprias expectativas, como consultas, atendimentos e tratamentos adequados aos pacientes.

A falta da capacidade de acreditar em si mesmo pode prejudicar o médico recém-formado e também com experiência. Por esse motivo, trouxemos no artigo de hoje, 5 dicas para melhorar a autoconfiança do profissional nas consultas médicas. Veja a seguir!

1. Controle a autoestima

Controlar sua autoestima significa valorizar-se mais, fazendo sempre uma avaliação positiva de si mesmo, ação que, consequentemente, aumenta a autoconfiança não só nas consultas médicas, mas também em diversas situações de vida. 

Algumas maneiras de sempre controlar a autoestima podem ser realizadas no dia a dia, reconhecendo as conquistas, ainda que pequenas, evitando pensamentos negativos, exaltando o lado bom das situações. Além disso, é essencial entender os pontos fortes sobre si mesmo e destacar a imagem pessoal de forma que reforce sua atuação profissional.

Dessa maneira, será possível controlar a autoestima e melhorar os resultados nas consultas médicas.

Evite comparações

Uma das situações que podem deixar o indivíduo com a autoestima baixa, é utilizar outras pessoas como parâmetros para o sucesso profissional.

Isso acontece ao pensarmos em antigos colegas da faculdade, comparando os cargos que ocupam atualmente, assim como suas experiências profissionais.

Com comparações como essas, a autoestima e confiança acabam comprometidas, uma vez que o profissional não se sente capacitado ou qualificado o bastante.

Evitar comparações externas é a melhor forma de não deixar que isso influencie a autoestima. Uma boa forma de comparação é usando a si mesmo. Veja sua evolução e melhora de resultados, você é a única pessoa que deve superar.

2. Tenha iniciativa

Seja trabalhando em um consultório próprio ou realizando consultas médicas em um hospital, você deve ter autonomia em sua rotina profissional, afinal, o trabalho de um médico depende muito mais dele do que de outros.

Por esse motivo, saber quando tomar iniciativa é uma forma interessante de melhorar a autoconfiança nas consultas médicas. O profissional deve conversar com seus pacientes, buscando o máximo de informações que possam ajudar a atender seu histórico, fazendo o que estiver ao alcance para ter segurança no atendimento, e oferecer uma excelente experiência aos pacientes.

3. Aprenda com erros

Desenvolver autoconfiança nas consultas médicas não significa que você não será passível de erros. Contrariamente, a autoconfiança implica em saber quando errou, aprendendo com seus próprios erros. Afinal, todos estão sujeitos a cometer falhas, e pode acontecer mesmo em situações que não temos controle.

Saber aproveitar com os erros, aprendendo e melhorando, é uma forma de não desviar de suas responsabilidades, muito menos deixar que isso diminua sua autoestima. Reconhecer os erros é sinal de humildade e uma oportunidade de aperfeiçoamento.

Ainda durante seu período de formação, durante o internato ou residência médica, o profissional passa a conhecer a rotina da profissão na prática. Neste período, é natural o surgimento de dúvidas. Afinal, após diversos anos em sala de aula, enfrentar casos reais na prática pode ser um desafio impactante. 

Profissionais experientes enfatizam que erros resultam em responsabilização e podem causar danos irreparáveis ao paciente. Por isso, é preciso estar aberto e pedir o auxílio de colegas sempre que surgirem dúvidas, ainda mais para aqueles com mais experiência profissional, prezando pela saúde e segurança do paciente.

4. Tenha um feedback

Além de aprender com os erros e saber a hora de pedir auxílio para os colegas, a autoconfiança nas consultas médicas pode melhorar se o médico souber ouvir as pessoas. Colegas de profissão, chefes, colegas de equipe, e mesmo pacientes podem apontar possíveis mudanças ou reconhecer um bom atendimento, melhorando a autoconfiança.

Críticas construtivas são uma boa forma de ajudar a melhorar pontos que precisam ser corrigidos.

 Assim como feedbacks positivos são importantes para elevar a autoestima. Uma maneira de fazer com que eles aconteçam é investir no pós-consulta. Mantendo contato com o paciente após o atendimento, é possível realizar pesquisas de satisfação com preenchimento de formulários, ou mesmo ouvindo a opinião do indivíduo por meio de telefone, e-mail ou mensagens.

Além do contato com o paciente, essas pesquisas, indicadas para consultórios, clínicas e empresas que prestam serviços na área da saúde, podem revelar se o serviço da equipe está atendendo as expectativas do cliente.

Dessa maneira, é possível tomar decisões certeiras para seu consultório, corrigindo falhas e aprimorando sua experiência, consequentemente, aumentando a autoconfiança nas consultas médicas.

5. Invista na educação continuada

Essas dicas podem ajudar a melhorar a autoconfiança nas consultas médicas, contudo, entender suas motivações, fraquezas e potenciais é uma forma de buscar autoconhecimento, principal aliado do crescimento profissional.

Além das dicas acima, o profissional deve entender que, quanto mais conhecimento obtiver, maior será sua autoconfiança nas consultas médicas. Afinal, é constante o surgimento de novos tratamentos, diretrizes e informações relevantes para diagnósticos, intervenções e procedimentos. 

Por isso, o profissional deve manter-se informado, investindo na educação continuada e atualizando-se por meio de cursos online de medicina, cursos de extensão, pós-graduação, e cursos voltados para melhorar a prática profissional, aumentando a confinação em sua atuação. Veja algumas maneiras de investir em atualização de conhecimento profissional.

Tenha foco

Após 6 anos de estudos na faculdades, o médico recém-formado está ansioso para passar em sua prova de residência ou mesmo abrir seu consultório próprio. Entretanto, para obter mais sucesso na carreira profissional, é essencial planejar cada passo a ser escolhido. Seja optando entre a residência ou pós-graduação, é importante criar uma rotina de estudos organizada, principalmente se já estiver atuando em alguma unidade de saúde. 

Se o desejo é aumentar os conhecimentos especializando-se em uma área, a organização é fundamental para esse processo. Tenha foco e trace metas para enfrentar os desafios de uma vida unida entre plantões e estudos.

Peça ajuda sempre que necessário

A prática clínica pode ser diferente da teoria aprendida na faculdade. Não só no período inicial, mas também para profissionais experientes na profissão, é comum o surgimento de dúvidas e inquietações. 

É importante não deixar que questões como essas abalem a autoestima. Afinal, entender o pacientes é um desafio impactante para todos os profissionais.

Por esse motivo, é importante não passar por cima de dúvidas, buscando o auxílio não só de livros, mas também de outros colegas de profissão. Faça perguntas, converse com outros médicos e peça ajuda sempre que achar necessário. Lembre-se que pequenos erros podem ser irreparáveis.  

Acompanhe profissionais mais experientes

Logo após a formação, é fundamental esforçar-se ao máximo para ter um contato possível com outros profissionais com mais tempo de experiência, seja por meio de consultas médicas em instituições de saúde, na residência, ou em cursos de atualização. 

É muito importante aproveitar a experiência de profissionais em diferentes especialidades, assim como o contato com uma equipe multidisciplinar para a construção de uma carreira sólida. 

O networking é importante não só para os recém-formados, mas também para profissionais experientes, conhecendo diferentes áreas que possam cruzar com sua própria especialização.

Faça voluntariado

Uma boa maneira de conseguir prática clínica e aumentar a autoconfiança nas consultas médicas é por meio de trabalho voluntário. A Cruz Vermelha e o Médico sem Fronteiras são boas opções para profissionais brasileiros. 

Para o Médico sem Fronteiras, é preciso realizar o cadastro do currículo e enviar uma carta motivacional para a instituição, processo similar ao usado para a Cruz Vermelha. Logo após, alguns profissionais são escolhidos para os processos de entrevistas e atividades práticas de recrutamento. 

Se aprovado, basta esperar as propostas de missões, com o direito de aceitá-las ou não. O trabalho voluntário é realizado em locais específicos por tempo determinado, com o profissional recebendo salário para cobrir necessidades básicas, como alimentação, moradia, transporte, visto e vacinas. Outra forma é oferecer serviços voluntários em clínicas e hospitais, contudo, lembre-se que o trabalho deve estar atrelado a uma rotina de estudos.

Mantenha constante atualização

Manter-se sempre atualizado é um pré-requisito para médicos em início de carreira. São diversas as formas de adquirir conhecimentos nas mais diferentes áreas, seja participando de congressos, seminários, ou cursos. Além de ampliar a competência do aluno, os eventos são excelentes formas de estreitar relacionamento com profissionais experientes, aumentando o networking. Para aqueles que não conseguem diminuir o tempo de trabalho ou se ausentar do consultório, as opções de cursos online são perfeitas para manter-se atualizado entre as consultas médicas. 

Cursos online de medicina

A área médica avança continuamente, por isso, a atualização é tão necessária para os profissionais. Entretanto, com o também avanço da tecnologia, a internet permite que os profissionais adquiram e compartilhem conhecimentos e experiências sem precisar sair de casa ou do consultório médico, por meio de cursos online de medicina para áreas como cardiologia, medicina do trabalho, psiquiatria, perícias médicas, e muitas outras. 

Voltada para atualização de profissionais da área médica, plataformas como a Mediflix apresentam conteúdos relevantes para a prática clínica, levando difusão de conhecimento. Com vídeos sobre diversas especialidades e diferentes profissionais qualificados, a Mediflix

permite que o profissional adquira a melhor experiência por meio da tela de um computador ou celular. 

Você conferiu 5 dicas para melhorar a autoconfiança nas consultas médicas que são essenciais para o desenvolvimento profissional do médico.

Siga as dicas acima e mantenha-se sempre atualizado para ter confiança em seu trabalho, proporcionando o melhor para seus pacientes.Gostou das dicas de hoje? Então, conheça os cursos de medicina online da Mediflix e faça uma aula gratuita!

Comments (2)

  1. […] médica é uma maneira de praticar, trazendo fluência à fala, aprimorando a oratória, promovendo autoconfiança, e auxiliando na revisão de possíveis falhas. Dessa forma, o médico poderá ainda avaliar se o […]

  2. […] outro dispositivo. Entre suas funcionalidades está o envios de notificações por e-mail sobre consultas médicas, como mudanças de horário, confirmações e […]

Deixei sua mensagem aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *